29 de janeiro de 2015

"Vou te contar"... Mais uma música do Tom inspira meu dia.


Wave

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho

Da primeira vez era a cidade
Da segunda, o cais e a eternidade

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver


28 de janeiro de 2015

Inspiração Musical do Dia: "Águas de Março"

Janeiro nem acabou ainda e eu já estou a cantar as águas de março...



Águas de Março 
Elis Regina
Compositor: Tom Jobim

É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um caco de vidro, é a vida, é o sol
É a noite, é a morte, é o laço, é o anzol
É peroba do campo, o nó da madeira
Caingá candeia, é o Matita-Pereira

É madeira de vento, tombo da ribanceira
É o mistério profundo, é o queira ou não queira
É o vento ventando, é o fim da ladeira
É a viga, é o vão, festa da cumeeira
É a chuva chovendo, é conversa ribeira
Das águas de março, é o fim da canseira
É o pé, é o chão, é a marcha estradeira
Passarinho na mão, pedra de atiradeira

É uma ave no céu, é uma ave no chão
É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão
É o fundo do poço, é o fim do caminho
No rosto um desgosto, é um pouco sozinho

É um estrepe, é um prego, é uma ponta, é um ponto
É um pingo pingando, é uma conta, é um conto
É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando
É a luz da manha, é o tijolo chegando
É a lenha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada
É o projeto da casa, é o corpo na cama
É o carro enguiçado, é a lama, é a lama

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

[...]


25 de janeiro de 2015

TAG: Meus livros, ninguém sai!



Oi, pessoal! 
Vi essa TAG: Meus livros, ninguém sai! blog da Val e achei bem engraçada. Como não respondo TAGs há algum tempo, decidi registrar minhas respostas para ela nesse domingo, também conhecido como aniversário de Sampa!


"Ei coisinha, vá devagar"
Sabe aquele livro que você devorou rapidamente? Qual foi?
 Considerando a idade em que o li, Coração de Tinta da Cornelia Funke foi um das histórias que li mais rápido. A propósito, 2008 foi o ano em que devorei mais livros e todos têm algo em comum: mutas páginas e a maioria veio da biblioteca dos meus tempos de adolescente.
Há muito tempo Mo decidiu nunca mais ler um livro em voz alta. Sua filha Meggie é uma devoradora de histórias, mas apesar da insistência não consegue fazer com que o pai leia para ela na cama. Meggie jamais entendeu o motivo dessa recusa, até que um excêntrico visitante noturno finalmente vem revelar o segredo que explica a proibição.

"Eu vou me segurar aqui"
Qual livro te prendeu?
Angela Carter me fascina... Desejava ler esse livro, como os outros dela, há algum tempo e quando comecei a leitura desse, me via carregando esse livro para cima e para baixo, lendo e relendo os contos. 
[...]Há poucas fadas nessas páginas, e o leitor também terá dificuldades em encontrar príncipes encantados e caçadores que salvam o dia no último momento. Escritas numa época em que esse tipo de história não era destinado a crianças, as fábulas aqui contidas dão lugar a uma série de tias malévolas, esposas traiçoeiras, irmãs excêntricas e perigosas feiticeiras.Por terem sido registrados em papel pela primeira vez nos últimos duzentos ou trezentos anos, os contos oferecem - correndo por detrás da trama - um retrato do dia a dia no mundo pré-industrializado e um pouco das dinâmicas sociais e outros detalhes que com o tempo se perderam. Mais que isso, na tradição das histórias italianas reunidas por Italo Calvino em Fábulas italianas, esses contos de fadas oferecem um registro precioso de algumas matrizes que acabaram assimiladas pela literatura ocidental.


"Se eu cair eu quebro a minha clavícula"
Qual obra te desestabilizou emocionalmente?
Sem dúvidas e sem palavras para descrever o impacto que o livro-reportagem Holocausto Brasileiro causou em mim.
[...] a premiada jornalista Daniela Arbex resgata do esquecimento um dos capítulos mais macabros da nossa história: a barbárie e a desumanidade praticadas, durante a maior parte do século XX, no maior hospício do Brasil, conhecido por Colônia, situado na cidade mineira de Barbacena. Ao fazê-lo, a autora traz à luz um genocídio cometido, sistematicamente, pelo Estado brasileiro, com a conivência de médicos, funcionários e também da população, pois nenhuma violação dos direitos humanos mais básicos se sustenta por tanto tempo sem a omissão da sociedade.

"Meu óculos, ninguém sai!"
Qual livro você não empresta porque tem muito ciúmes?
Sério... Acho que, nesse momento, não tenho nenhum livro que não empresto por ciúmes! O que acontece é para quem eu vou emprestar, se eu conheço minimamente a pessoa e sei que ela não sabe cuidar dos objetos alheios, e principalmente livros alheios, não vou emprestar mesmo! Ah, se a pessoa devolver estragado, ela nunca mais verá eu emprestado nada para ela. Porém, como sou uma pessoa que sabe avaliar bem as situações, se... sem querer o livro caiu, machucou a lombada: perdoo, mas se o ser riscou o livro, amassou uma, cinco, vinte páginas, riscou!!! o livro... Ei, coisinha, assim, não!

"Juliana, você viu meu óculos"?
Qual livro você emprestou e nunca mais viu na vida?
O livro que até hoje reclamo ter emprestado e perdido foi Crepúsculo! Sim, o livor da Stephenie Meyer! Foi um livro bem caro, na época, e um dos primeiros que comprei com meu dinheiro. Mesmo tendo mudado e tendo consciência de que hoje eu já o teria doado para alguma biblioteca, é uma falta de noção enorme, pedir o livro de alguém e perdê-lo, independentemente de qual livro for... *sim, vou demorar para superar aqueles 40 reais perdidos*

"Juliana tá des-ma-i-a-da"
Qual livro te deixou com ressaca literária, sem poder ler outros livros?
Não foi necessariamente uma ressaca literária, mas sim... Uma vontade louca de ler outros livros do autor ou ler algo tão bom quanto Christine do Stephen King. A vontade passou e depois do meu primeiro contato com o autor, só fui lê-lo de novo ano passado... Esse ano quero lê-lo mais vezes.
Arnie Cunnigham era um perdedor. Rosto coberto de espinhas, desajeitado com as garotas, magro demais, passava os dias pelos corredores da escola, tentando fugir da gozação dos colegas. Isso até Christine entrar em sua vida. Amor à primeira vista. A partir desse dia, o mundo ganha novo sentido. Tudo o que Arnie quer é estar junto de Christine. Mas não se espere um novo Romeu e Julieta, tratando-se da mente assombrosa de Stephen King. Christine é um carro. Um Plymouth Fury 1958. Um feitiço sobre rodas que se apodera de Arnie e faz dele alguém diferente. Há algo poderosamente maligno solto pelas estradas de Libertyville. Uma força sobrenatural que vai deixando seu rastro de sangue por onde passa. Embarque nessa viagem assustadora e boa sorte.

"Chamuchamochamu chama o SAMU"
Que livro te deixou louco pela continuação?
Terminei "Sereia" ansiando por sua continuação, esta demorou a chegar e após a leitura de algumas resenhas, perdi a vontade de ler logo o segundo livro da trilogia escrita por Rayburn, talvez algum dia retorne para essa história.
Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo – do escuro, de altura, do mar –, mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte.

"Eu errei, viu?"
Escreva aqui um pouco sobre aquele livro que você achou que seria uma coisa e foi outra:
Pensei que fosse ser uma história infantil boba, mas "Os três ladrões" foi uma boa surpresa por não óbvio. Terminei o livro com o pensamento: "Gente! Não era para ser assim... Mas... Peraí, que livro... Que ideia demais!" ^^
ser
A história criada pelo escritor Tomi Ungerer, nascido em Estrasburgo, na região da Alsácia, na França, e traduzida por Gian Calvi, narra, de forma simples e instigante, como três ladrões, bem profissionais, que se escondiam em uma caverna no alto de uma montanha, atacavam suas vítimas. 


Fonte das Sinopses: Skoob.

Até a próxima!
Beijos!

24 de janeiro de 2015

No modo "repeat": Coke Studio India @ MTV Season 2

Conheci o projeto Coke Studio no blog da Potira e, imediatamente, me apaixonei pelas músicas: vozes lindas, artistas sensacionais... 


Já, já volto para a primeira temporada e conheço a terceira. 

20 de janeiro de 2015

Clube de Leitura BVL vai discutir "Divergente" no dia 28/01

O Clube de Leitura da #BVL vai rolar no dia 28/01. 
Vamos discutir o livro #Divergente. Vem, gente! 


Serviço

Clube de Leitura da Biblioteca Parque Villa-Lobos: "Divergente", de Veronica Roth
Quarta-feira, dia 28, das 15h30 às 17 horas.
Não é necessário inscrição.
Endereço: Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001. Alto de Pinheiros
A Biblioteca Parque Villa-Lobos é localizada ao lado do Orquidário Ruth Cardoso.
Fácil acesso pela rampa da Estação Villa-Lobos/Jaguaré da Linha 9 - Esmeralda.
Website: http://www.bvl.org.br

10 de janeiro de 2015

Retrospectiva 2014


No ano passado...
Eu quase terminei a faculdade (esse ano entrego o estágio e termino essa birosca de vez! Promessa!), encerrei indecisa o estágio na escola: será a educação o que quero mesmo?, pesquisei algo que gostei para o TCC, comecei num curso técnico que me desamina por alguns docentes e colegas de classe, mas daqui 1 semestre acaba. Também trampei por 30 dias numa editora e percebi que quero trabalhar com livros, mas não fazendo-os, e sim indicando-os. Tem coisa mais legal que um sócio pedir uma sugestão, fazer o empréstimo e voltar para dizer que gostou? Tem não *.* 
Dois mil e catorze foi um ano difícil para muitos conhecidos, atribulado para a Maurinha aqui, mas aos trancos e barrancos, aconteceu e passou...

Fiz uma lista bem superficial do que li e vi no último ano. Pretendo escrever sobre os discos e músicas que mais ouvi no último ano porque tiveram algumas novidades e continuei ouvindo sons antigos reconfortantes. 

8 de janeiro de 2015

Retrospecto Mensal: Dezembro/2014

Olá, pessoal! Olá, novo ano!
Chegou o momento de listar o que assisti, li no último mês de 2014. 

Filmes
e série(s)


Aproveitando minha folga à noite (vou odiar voltar ao curso!) e aos fins de semana, assisti alguns filmes que queria desde seus lançamentos, alguns que queria ver há anos e outros que descobri por acaso. 
Decidi recomeçar a assistir séries que acompanhava há algum tempo, escolhi começar por Law&Order: SVU porque era a que mais gostava de assistir quando tinha 13, 14 anos. Esse ano quero ver mais séries, para pegar o ritmo, vou ficar nas minhas velhas conhecidas para depois partir para as indicações de algumas pessoas :)
Os filmes que mais gostei foram: Khoobsurat , ah, esse ano quero assistir mais filmes indianos. Esse é bem divertido, mesmo sendo clichê! Jogos Vorazes e Maze Runner foram boas surpresas. 
Um que sempre soube que seria Sessão da Tarde foi Coração de Tinta, um livro tão lindo se transformou num filme bobo, dei 3 estrelas porque não foi tão ruim vê-lo. Os demais foram bons, até mesmo Cidade dos Ossos foi menos pior do que eu imaginava.

Livros


Li alguns livros muito bons em dezembro, porém não consegui engatar em nenhuma leitura para fechar o Desafio Literário Skoob 2014 :(
Minhas leituras foram as seguintes:

Os fantásticos livros voadores de Modesto Máximo
Seu Tatá vai ao Circo
O homem que amava caixas
Ernesto, o cãozinho viajante
Os Pequenos Perpétuos, 
Contos Negreiros,
Frida, 
Ana, Guto e o Gato Dançarino,
Uma Meia Azul
Minha mãe botou um ovo, 
Nada ainda?
Mamãe nunca me contou,
Formigas, 
A menina que não era maluquinha e outras histórias.

Ano que vem quero continuar lendo meus livros infantis diários, mas também ler mais livros grandes e já tenho, pois a minha quantidade de leituras pode aumentar, porém 80% do que adquiri nos últimos tempos ainda não li.

Teve também...

Feira do Livro da USP
Voltei com uns livros bons!

Inauguração da Biblioteca Parque Villa-Lobos :)
 


Meu presente atrasado de aniversário...
E até agora, o melhor presente que dei a mim mesma! 


Amigo Secreto!
Recebi a caixa (da foto) com um presente LINDO da minha amiga secreta Lélia!
De livros, sim, livros!, ganhei Meu inverno em Zerolândia e A menina submersa. Além de chocolates, canetas, bloquinhos, cadernos, bolsinhas para levar meus livros e vários outros mimos lindos! AMEI o meu presente! Ah, e adorei ver os vídeos dos outros participantes do amigo secreto. Como no ano passado, esse ano com mais participantes, o pessoal demonstrou muito carinho com as escolhas das lembranças e livro! Ah, sim! Fiquei muito feliz ao ver que minha querida amiga não mais secreta gostou de seu presente! Um beijo, Lulu!


Até o próximo Retrospecto ;D