29 de abril de 2015

Nas Bibliotecas de Sampa: Maio de 2015

Confira as programações do mês de maio das bibliotecas municipais de São Paulo. Em abril esqueci de postarDestaco a programação em homenagem ao centenário de Orson Welles.


Cidadão Welles: 100 anos depois, Cazuza, Cine-literatura infantil, Cineclube do Ipiranga, Em cena: debates contemporâneos, Projetos cinema na Cora, cinema na Raimundo, cinemateca Milton Santos, Quadrinhos na tela, Sessão clássicos e Sessão nostalgiana programação de maio.

Participe das mediações, clubes e grupos de leitura nas bibliotecas em maio.   

Em maio participe das palestras de Fábio Moon e Gabriel Bá - quadrinistas; Memória, corpo e virtual; O narrador e seu contexto; O papel da mídia: regulação, partidarismo e concessão; Rafael Campos Rocha e Janaína Tokitaka - quadrinhos e literatura.

MÚSICA: Astronauta Pinguim, Baile da melhor idade, Canto livro, Choro na manhã, Dale Kavanagh, Sábado harmônico, Tarde sertaneja, Tetê Espíndola e Alzira E. e Umoja. SARAUS: Das artes, Café com poesia, Lítero-musical da Zona Norte, Roda da palavra e Sertanejo.

Aventuras e desventuras, um farnel de História, Contação de Histórias para todos os gostos, Histórias da Pré-História, Malas Portam Histórias, Shaolin, O vaso do imperador e outras histórias em maio nas bibliotecas.

Treze espetáculos teatrais serão apresentados nas bibliotecas, bosques e pontos de leitura em maio. Participe!

Artesanato, Bonecos na rua, Capoeira, Dança do ventre, Dança sênior, Fuxico, Futsal masculino e feminino, Inglês, Literatura, Maracatu, Música, Miniconto, Mitologia grega, Presente para o dia das mães, Tai Chi Chuan, Origame, Samba Rock e Xadrez.

Brincadeiras Culturais nos roteiros do ônibus-biblioteca em maio.

As bibliotecas da cidade também participam do Circuito São Paulo de Cultura. Veja mais informações.

Gabriel García Marquez, Milan Kundera, Caio Fernando Abreu, Emily Brontë, Fiódor M. Dostoiévski, Fernanda Young e Clarice Lispector estão nas dicas de leitura de abril para tratar dos corações partidos!

Feriado do dia do trabalho 2015.


19 de abril de 2015

Retrospecto Mensal - Março de 2015

Abril quase no fim e aqui estou relembrando março. Outro mês que parece ter sido vivido há bastante tempo. 
14/03: Hora do Conto.

Livros
Li alguns infantojuvenis, como reza a tradição, entre eles: Doroteia, a Centopeia de Ana Maria Machado que foi um dos livros da Hora do Conto da biblioteca em março, com direito à centopeia feita com materiais reutilizáveis, ficou uma graça essa Doroteia, hein?!  

Também li a lenda sânscrita O sapo e o poço recontada por Júlio Emílio Braz. 
Os que recomendo bastante são Fonchito e a Lua, do Vargas Llosa e A pequena Sofia, da Els Pelgrom - obrigada pelo presente, Lulu!                                                                           
Minhas outras leituras foram o quadrinho Garotas de Tóquio e o conto (ou novela?) de Lisa Kleypas, Casamento Hathaway. Já disse que tenho vontade de ler essa série da autora?

18 de abril de 2015

"Aqui não dá pra viver em paz/ Só que amor nunca é demais"

Da minha mania horrível de acordar e logo ligar o computador, às vezes descubro coisas interessantes, leio matérias que queria ler desde segunda-feira, faço aquela pesquisa antiga e também conheço uma MC sensacional.

Hoje conheci Lurdez da Luz, dona de voz e letras poderosas, como você pode conferir nesse trecho de "Levante":


Então irmão é só focar
Então irmão não pode parar
Tem que se adiantar
Em parelheiros ou paquetá
Advinha quem vem pra jantar?
Quando morrer vai aquetar
Por que agora é nois que tá, tá, tá
Não tem mais como duvidar
Do pará ao panamá
O treme terra vai animar
Virou e quem viver verá
Querer sempre e muito mais
Bom só ta assim pros demais
Fazer jus aos ancestrais
Seguir sem rivais
Somos únicos, porém iguais
Então pra que o leva e traz?
Não ta gostando de uma fita
Então não fala, faz
Aqui não dá pra viver em paz
Só que amor nunca é demais
Desejo longa vida a todos que são reais
Igual a mim tem um monte
Pronto pra linha de frente
Que enxerga o horizonte
Homem e mulher combatente
A levada é pra levante
A mensagem é pra levante
Se ta sentando então levante
Tamo além vamo adiante

Bate no peito com respeito (eu quero ver)
Bate no peito com respeito (tamos aê)
Bate no peito com respeito (eu quero ouvir)
Bate, bate, bate no peito com respeito
[...]

Ouvi seu EP de 2010, já vi dois clipes dela e posso dizer que gostei muito:



Pra completar, "ouvirei" nesse começo de tarde a apresentação de 2014 de Lurdez no Estúdio Showlivre: 



Um bom sábado (até suspirei aliviada ao saber que não era segunda, ainda) repleto de novas , e antigas, inspirações!
Beijos!

12 de abril de 2015

Clubes do Livro: Abril

Ler é bão! Ler e compartilhar suas impressões, dúvidas após uma leitura é melhor ainda! Então, cá estou a divulgar três clubes de leituras que vão rolar em São Paulo nesse mês :)

Segundo Encontro do Clube de Leitura #mulheres de SP
Dia: 22
Horário: 19h30
Mediação: Ju e Michelle 
Local: Livraria Blooks São Paulo
Página do evento no Facebook.


Clube de Leitura da Biblioteca Parque Villa-Lobos
Em abril, o Clube de Leitura da BVL - Biblioteca Parque Villa-Lobos debate o livro "A filha da vendedora de crisântemos", de Stella Maris Rezende.
Dia: 24
Horário: 15h30 às 17h00
Mediado pela Equipe da Biblioteca, incluindo a Maurinha aqui!
Página da Biblioteca no Facebook! Curte lá!


No mesmo, mas à noite... Rola o Leituras Compartilhadas de Abril!

O livro debatido será Stoner, de John Williams (que eu preciso começar ainda na próxima semana).
Dia: 24
Horário: 19h15
Mediação: blog O Espanador
Local: Livraria Fradique Coutinho
Página do evento no Facebook.


Vai rolar clube de leitura na sua cidade, estado? Me manda as informações sobre o evento que eu vou ficar muito feliz em divulgar mais clubes de leitura por aqui :D :D :D

E aí, vai participar de algum desses, ou de outro clube?! Me conta!

Beijos!

9 de abril de 2015

Ilustração do dia: "Eloísa e os bichos"

Um dia como o vivido hoje, merece algum tempo dedicado a desbravar o catálogo de uma editora pouco conhecida. 




"Este livro ilustrado narra a história de uma menina que, ao se mudar para uma nova cidade, acaba por se defrontar com um mundo diferente, no qual se sente um verdadeiro bicho estranho. Texto e imagens se complementam para que o leitor acompanhe o estranhamento e os sentimentos de Eloísa e, junto dela, descubra que todo o processo de adaptação envolve tempo, convivência e desejo de conhecer o outro. Autor e ilustrador oferecem um terno e renovado olhar para problemas sociais como o deslocamento, o respeito à diversidade e a recusa à intolerância."

Autor: Jairo Buitrago
Ilustrador: Rafael Yockteng
Editora: Pulo do Gato
Páginas: 40

5 de abril de 2015

3 de abril de 2015

Do que eu salvo nos favoritos... #2

- Dois contos de Marcelino Freire

O autor lendo "Totonha" do livro Contos Negreiros, que eu já li em voz alta e acho belíssimo:



E Naruna Costa nos emocionando ao recitar visceralmente Da Paz presente no livro Rasif: mar que arrebenta:



"Eu não sou da paz.
Não sou mesmo não. Não sou. Paz é coisa de rico. Não visto camiseta nenhuma, não, senhor. Não solto pomba nenhuma, não, senhor. Não venha me pedir para eu chorar mais. Secou. A paz é uma desgraça."


Uma semana que não deve ser esquecida.