29 de dezembro de 2014

Retrospecto Mensal: Novembro/2014


Chegou meu momento de listar o que assisti, li... o que rolou no meu mês anterior que já está bem, bem distante.


Filmes



Em novembro, assisti quatro filmes. 
O excelente O labirinto do Fauno (2006, El Laberinto del Fauno) e os bonzinhos: Poder sem Limites (2012, Chronicle) e O Sistema (2013, The East). O problema do primeiro é o recurso "câmera na mão" ter sido usado em excesso, em algumas cenas, não fazia sentido aquilo. O sistema achei interessante da metade para o final, mas ele até que é um filme bom. Já Afternoon Delight (2013)... Dei uma estrelinha porque o filme poderia ter sido bom se o enredo tivesse sido mais trabalhado.

Livros


No penúltimo mês do ano devo ter lido mais do que marquei no Skoob, porém, como a maioria é de livros infantis que achei não tão bons, regulares, fui adicionando os que curti mais...
Os livros que mais gostei foram: Menina Iluminada, A festa de Delirium, Os três ladrões, O dente de leite de Ganesha, Como Começa?, Uma história atrapalhada e até mesmo Insurgente tornou-se uma leitura boa, da metade pro final. 



Como começa? 
Esquimó
A pequena ditadora
Os três ladrões
Ei, ei, ei, Vanderlei
A festa de Delirium, de Jill Thompson
Insurgente, de Veronica Roth
Fico à espera,
O dente de leite de Ganesha,
Papai,
Gato pra lá, Rato pra cá, de Sylvia Orthoff 
Menina Iluminada, de Neil Gaiman
É com essa que vou
Uma história atrapalhada, de Gianni Rodari
O pintinho da avelãzeira,
O mágico de Óz, de L.F. Baum
O dia em que troquei meu pai por dois peixinhos dourados, de Neil Gaiman

Atualizo depois com os nomes de todos os autores.

Teve também...


- Incrível como tudo o que essa dupla faz :) #NeilGaiman #DaveMcKean
- Assistindo de novo Divergente. 
- Compras de um outubro distante...Adquiri para reler em breve (e porque quero O diário da princesa com as capas antigas)
#ouvindo o ep Conspiração Coração ao Contrário
- Arrumada para gravar vídeo para a ETEC;
- Terminar um livro e já "pular" em sua sequência: ah, essa curiosidade...^o^ (Atualmente, dei uma parada nesse livro, pois comprei o livro e quero ler com calma)
- O discurso (adorável) do urso :-)
- Uma graça :) O dente de leite de Ganesha
- Recorte de nós. Uma foto do mês anterior. 
Bom dia! Segundo mês na #BSP
- Felicidade da pessoa com o crachá da Biblioteca Parque Villa-Lobos. 
- Chegaram! :) #leiaparaumacriança


Até a próxima postagem! ;D

                                                                                                                                                      Fonte da Imagem.

18 de dezembro de 2014

Biblioteca Parque Villa-Lobos inaugura nesse sábado, 20/12

Nesse sábado acontecerá a inauguração da Biblioteca Parque Villa-Lobos. *alegria!*
O projeto desse novo equipamento de cultura foi lançado em abril desse ano pelo Governo do Estado de São Paulo, "resultado da parceria entre as Secretarias de Meio Ambiente e Cultura". 

A BVL seguirá o mesmo conceito da Biblioteca de São Paulo, a BSP: um espaço aberto para pessoas de todas as idades em um ambiente confortável para ler, estudar e se divertir.
Em ambas as bibliotecas, os sócios têm acesso à computadores conectados à internet, muitos (MUITOS mesmo!) livros, áudio livros, livros em braile para empréstimo, ambiente acessível além de uma programação permanente durante a semana e um calendário bacana aos fins de semana e datas comemorativas.
A programação de abertura da Biblioteca Parque Villa-Lobos -  BVL dá uma mostra do quão bacana será esse equipamento.


Convido @ tod@s para irem na abertura! 

Se não der, pode ficar tranquilo, no finalzinho de dezembro em janeiro estaremos esperando, você, para conhecer o local e, é claro, voltar mais vezes!



Serviço
Inauguração da Biblioteca Parque Villa-Lobos
Horário: 10h00 às 19h00
Parque Villa-Lobos
Entradas: 
- Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001. Alto de Pinheiros
- Av. Queiróz Filho, 1.205. Alto de Pinheiros
Próximo à Estação Villa-Lobos/Jaguaré da Linha 9 - Esmeralda.

14 de dezembro de 2014

Retrospecto Mensal: Outubro/2014

Postagem relembrando o distante outubro...


Filme 

Divergente (Divergent) - Poster / Capa / Cartaz
Aí, finalmente, assisti ao filme Divergente. *saltitante*
Gostei da adaptação, mas senti falta de: umas duas ceninhas, um final menos "Peraí..." e da aparência de alguns personagens não ser fiel à descrição de Roth no livro. 

Porém, nada que tenha tirado o brilho do filme que possui um ritmo lento que não chega a ser entediante, e sim necessário para aqueles que não haviam lido o livro entendessem aonde estava entrando. Como estava bem receosa, acredito que o filme não foi tão ruim quanto alguns previam...

Em suma, o achei muito bom! Pretendo rever outras vezes antes de conferir Insurgente que está com uns pôsteres sensacionais:



PS: O que me deixou desanimada foi saber que a franquia ganhou o título nacional de A Saga Divergente (Meu Deus! Parem de usar o termo saga! Já deu!) e Convergente será dividido em duas partes... 


Livros


Li alguns livros que queria há um bom tempo e durante o trabalho fui descobrindo e lendo alguns bons livros infantis:

Soltei o Pum na Escola, de Blandina Franco e José Carlos Lollo;
Sejamos Todos Feministas, ensaio de Chimamanda Ngozi Adichie;
Anúncios amorosos dos bichos, de Almir Correia;
Mamãe, Papai..., de Svjetlan Junakovic;
A felicidade é uma melancia na cabeça, de Stella Dreis;
Depois do Foram Felizes para Sempre, de Ilan Brenman;
Coraline, graphic novel por P. Craig Russell e Neil Gaiman;
Meu filhote dragão, de M. P. Robertson;
O dia de Chu, de Neil Gaiman e Adam Rex;
Pedro e Tina, Vira-lata, Patrícia e Folha, de Stephen Michael King;
Onde vivem os monstros, de Maurice Sendak;
Um grande sonho, de Felipe Ulgade;
O sr. Raposo adora livros!, de Franziska Biermann;
Morango Sardento, de Julianne Moore e  LeUyen Pham;
Villa-Lobos (Coleção Crianças Famosas), de Nereide S. Santa Rosa e Angelo Bonito;
Orelhas de Mariposa, de luisa aguilar e André Neves;
Caco coelho adora ler, de Peter Bentley e 
Fahrenheit 451, graphic novel por Tim Hamilton e Ray Bradbury.


Teve também...

O início em um trampo que sempre desejei: agora sim, estou trabalhando com livros e pessoas! 



Segundas Intenções com Ricardo Azevedo na Biblioteca de São Paulo. Foi muito bom :)
Divulgação.

E um mês não tão legal no curso. Se eu soubesse que novembro seria pior, não teria reclamado tanto de seu antecessor.


Até o próximo Retrospecto ;D

12 de dezembro de 2014

Um poema de... Orides Fontela

Ludismo

Quebrar o brinquedo
é mais divertido.


As peças são outros jogos:
construiremos outro segredo.
Os cacos são outros reais
antes ocultos pela forma
e o jogo estraçalhado
se multiplica ao infinito
e é mais real que a integridade: mais lúcido.

Mundos frágeis adquiridos
no despedaçamento de um só.
E o saber do real múltiplo
e o sabor dos reais possíveis
e o livre jogo instituído
contra a limitação das coisas
contra a forma anterior do espelho.

E a vertigem das novas formas
multiplicando a consciência
e a consciência que se cria
em jogos múltiplos e lúcidos
até gerar-se totalmente:
no exercício do jogo
esgotando os níveis do ser.

Quebrar o brinquedo ainda
é mais brincar.



(In: Orides Fontela. Poesia Reunida. São Paulo: Cosac Naify, 2006. p.18-19)