24 de junho de 2010

Desafio 10 livros em 10 dias - Partes 4, 5, 6 até a 10

Na manhã de 10 de junho, tenho uma surpresa: ‘’O computador pifou!’’, digo para minha mãe. 
Duas semanas depois, e cá estou de volta para as cópias manuscritas de duas pesquisas de férias e para o miado Desafio 10 livros em 10 dias que perdeu o seu encanto mas que será finalizado, sim!

Abaixo, segue-se as postagens dos dias 4, 5 e 6 até o décimo, respectivamente:

Livro mais caro que você comprou
Paguei R$ 39,90, preço médio na época, em Crepúsculo da Stephenie Meyer que não precisa ser apresentado, muito menos comentado por mim, apenas imploro: ''D devolva meu livro, não o vejo há mais de 10 meses, não venha me dizer que ainda não terminou de lê-lo?!''.


Livro que mais te fez ter a atenção nele
Como achei injusto citar apenas um, escolhi dois, já que me fizeram muito bem: Leonardo e a Invenção Mortal do Robert J. Harriso li ano passado, depois de ser indicado milhares de vezes pelo meu bibliotecário. Leonardo da Vinci é uma das personalidades que eu mais admiro, tudo nele me fascina, sua vida, sua arte, sua inteligência, talentos e habilidades, o que me conforta em certo ponto: Se Da Vinci pode ser capaz de fazer tanta coisa, porquê eu não poderia?
*
No século XV, o assassinato do maior mecenas de Florença é planejado cuidadosamente. Só uma mente engenhosa como a de Leonardo da Vinci poderá impedir essa tragédia. 

E o segundo livro que mais me fez ter atenção em si, foi:

Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis, que não precisa de apresentação ou precisa?
Não cheguei a terminá-lo em dezembro de 2008 pois não tive coragem de roubá-lo da minha tia. Li até a metade e aborvi muito a obra. Meses antes havia visitado uma exposição sobre o centenário de Machado e em especial sobre o livro. Toda a fascinação que eu já possuía sobre o Bruxo do Cosme Velho cresceu ainda mais, e após eu 'ler' o livro eu pude entender todos os motivos pelos quais eu amava tanto Ele mesmo tendo lido um ou dois contos seus e muitos fragmentos nos livros didáticos.
*
É após a morte que Brás Cubas decide narrar suas memórias. Nesta condição, nada pode suavizar seu ponto de vista irônico e mordaz sobre uma sociedade em que as instituições se baseiam na hipocrisia. O casamento, o adultério, os comportamentos individuais e sociais não escapam à sua visão aguda e implacável, nesta obra fundamental de Machado de Assis.
Sinopse retirada daqui.

Livro que menos te fez ter a atenção nele

Aconteceu em Salzburg da Helen MacInnes pareceu-me promissor, meu irmão o comprou por R$ 2,00 na mesma sebo em que comprei Os Sonhos Morrem..., eu o peguei para mim e há quase três anos estou tentando lê-lo.
Perdi a vontade de lê-lo por ter lido muitas páginas seguintes e saber o desfecho daquilo que estava lendo.
Estou no Capítulo 7, ainda, pretendo terminá-lo, dessa vez, lendo sem a vontade de pular umas páginas à frente.
*
No cenário incomparavelmente belo dos lagos da Estíria, na Áustria, desenrola-se um drama de intenso suspense.
Num daqueles lagos profundos e azuis, queridos pelos turistas e pelos fotógrafos, os nazistas, na véspera da derrota, haviam escondido um cofre cheio de documentos da maior importância para muitas vidas.
Muitos anos depois, o lago e o cofre tornam-se centro de curiosidades e cobiça. Antigos nazistas, russos, ingleses, americanos, franceses e até australianos pairam em torno do lago numa ronda sisnitra e agitada, dirigida pela perfídia, pela traição e pela morte.
Um advogado americano, tranquilo e até alheio a todos esses fatos, vê-se involuntariamente envolvido no mundo da espionagem.

Sinopse retirada daqui.

Livro que você mais recomenda

Abri uma excessão e decidi recomendar um livro que nunca tive o prazer de beijar-lhe a capa ou dormir com ele embaixo do meu travesseiro, o que não quer dizer que não seja um dos meus livros preferidos, só que este sendo um livro virtual: Perigosa Amizade escrito pelas amigas, além de adolescentes, Carla e Gizella.
*
É uma história virtual que relata a vida de vários jovens, entre a adolescência e a fase adulta, que leva seus leitores a viver as emoções junto com seus personagens. Perigosa Amizade também relata momentos vividos pelas próprias escritoras, misturando ficção com realidade e criando um mundo totalmente novo no meio de tantas histórias juvenis.

Conheçam essa história f*da, que por enquanto permanece apenas nas páginas virtuais mas que por nós, as leitoras e leitores viciados, fieis, loucos, irá transforma-se num fenômeno literário, o que não quer dizer que ele já não seja um fenônemo para nós, um sucesso, um vício...

Siga @perigosaamizade no Twitter.


Livro que você menos recomenda


Não recomendo Sabrinas, Júlias, Biancas,  Mauras - haha, esses romances que nossas mães, tias, e nós mesmas, lemos e que são passatempos que passam mesmo o tempo mas que não contribuem em nada em nossas vidas, apenas nos fazem, nós garotas, suspirarmos enquanto esperamos por um homem encantador que na vida real só existe mesmo na banca de jornal mais próxima de casa.

Série de livros você mais gosta



Como muitos da minha geração: a série Harry Potter de J.K.Rowling!, esta é a série de livros mais importante em minha vida e sempre será, mesmo com todos esses vampiros sedutores que ousam disputar espaço com os livros que fizeram viver novamente, enxergar o mundo com outros olhos para que eu fosse despertada para a vida, agora entre livros, se o Cálice de Fogo não tivesse chegado até mim, esse blog talvez não existesse.

Livro mais velho que você tem ou leu

Outro do magnífico Harold Robbins, A Mulher Só que tem uma história comigo desde 2005 mas que teve seu primeiro dono em 1985, é claro que ele está velho, possui um único furo de traça em todas as páginas, além de ele ter sido impresso de cabeça pra baixo, o que é bem engraçado. Quando meu irmão voltou de um período na casa de parentes, trouxe o livro com ele sem permissão da dona dele na época, nossa tia paterna. 
Quando tinha 12 anos eu não imaginava que pularia de Harry Potter para A Mulher Só, uma grande mudança que só me fez querer ler mais Robbins.
*
Harold Robbins, um dos mais famosos escritores de best-sellers dos Estados Unidos, faz, neste seu perturbante romance, uma forte crítica a uma sociedade que dá a maior importância a valores como a aparência, a fama e o dinheiro. JereLee Randall, a figura central desta história, tem o grande sonho de vir a ser uma escritora famosa. Está, no entanto, convencida que para consegui-lo terá de deixar o marido e a sua família. Decidida a lutar para alcançar os seus objectivos dá início a uma vida repartida por entre o jet-set de Hollywood e de Nova Iorque. Porém, nesta sua nova vida o sexo, as bebidas e as drogas estão sempre presentes e fazem-na sentir-se cada vez mais sozinha. Com o tempo acaba por perceber que a fama pode facilmente esfumar-se e os amigos podem desaparecer precisamente quando mais precisamos.
Sinopse retirada daqui.

Esse foi o meu Desafio 10 livros em 10 dias que transformou-se 10 livros em 15 dias mas que de certa forma, mesmo com toda essa 'zica', foi prazeroso, pode falar de livros é sempre motivo pra sorrir à toa.

9 de junho de 2010

Desafio 10 livros em 10 dias - Partes 2 e 3

Como ontem não parei e fiz a segunda postagem do Desafio 10 livros em 10 dias, hoje farei essa postagem dupla.
Segue-se abaixo a sequência referente ao 2° dia e ao 3° dia, na ordem:

Livro que você mais odiou:
Maldosamente eu poderei citar dezenas de livros que supostamente odiei... Ia citar escolher O Guarani do José Alencar mas depois de muito refletir percebi que minha relação com esse clássico não era de ódio e sim, a relação que tenho com meu irmão: nos odiamos mas sempre precisamos um do outro, (risos). Mesmo tendo o lido contra a minha vontade num período de curto da minha vida, mas ao mesmo tempo longo, leia-se Ensino Médio. 
O Guarani já me ajudou muito enquanto estudava Romantismo, ser a única aluna a lê-lo foi ótimo quando fizemos as provas, uma delas referente a adaptação para o cinema do livro. Então para esse 2° dia, eu afirmo: ainda não tenho nenhum livro que odiei, verdadeiramente, apenas num momento.

Livro mais barato que você comprou:

Foi Os Sonhos Morrem Primeiro do Harold Robbins pela bagatela de R$ 2,00.

A história por trás desse livro é engraçada: eu estava morrendo de fome, tinha menos de 3 reais no bolso mas antes de ir numa loja de doces e comprar alguma besteira passei numa sebo do meu antigo bairro e remexendo na sessão de livros de 2 real encontrei ele, também tinha outro livro do Robbins, prometi comprá-lo e até hoje ainda não o fiz, comprei apenas Os Sonhos e fui para casa, com fome, mas feliz, chegando em casa, acho que comi algo e li esse livro.
*
O livro traz como protagonista Gareth, um ex-soldado da guerra do Vietnã que, embora de família rica, vive às custas de salário desemprego, quase como um vagabundo. Seu tio Lonergan, um homem misterioso que tem negócios suspeitos tem um relacionamento nada cordial com o sobrinho. É que Gareth, na verdade, sabe que seu pai se matou e que seu tio contribuiu para isso. Mas, mesmo assim, Lonergan lhe oferece ajuda, comprando um jornal de bairro para que ele administre. A partir daí, diversos personagens aparecem na história, com o autor colocando em discussão temas como o homossexualismo e o preconceito. De um jornal medíocre e falido, Gareth cria uma revista masculina, a Macho, vira editor, tornando-se uma pessoa muito rica e figura importante no mundo financeiro e publicitário.

Sinopse retirada daqui.

7 de junho de 2010

Desafio 10 livros em 10 dias e Parte 1

Encontrei esse desafio enquanto passeava pelo a pouco conhecido Gatos na Biblioteca, o adorei de imediato, daí fui até o blog Partes de um Diário da Luana Farias que propôs o desafio, onde repensei a ideia de fazê-lo mesmo não tendo-o recebido de ninguém.
O desafio chama-se 10 livros em 10 dias mas não precisarei ler os tais dez livros em tão pouco tempo. Apenas precisarei citá-los nas próximas postagens por hoje e pelos 9 dias que se seguirão. 

E esses são os critérios para as postagens:

No 1° dia: Livro que você, ou seja eu, mais gostou;
2° dia - Livro que você mais odiou;
3° dia - Livro mais barato que você comprou;
4° dia - Livro mais caro que você comprou;
5° dia - Livro que mais te fez ter a atenção nele;
6° dia - Livro que menos te fez ter a atenção nele;
7° dia - Livro que você mais recomenda;
8° dia - Livro que você menos recomenda;
9° dia - Série de livros você mais gosta e
10° dia - Livro mais velho que você tem ou leu.

E se você gostou, proponha esse desafio a si mesmo.

Abaixo, a parte 1 do desafio:
Livro que você mais gostou.

Decisão difícil, muito. Por isso escolhi não um livro e sim, três. Eles sendo a trilogia Fronteiras do Universo: A Bússola de Ouro, ou Dourada; A Faca Sutil e A Luneta Âmbar do britânico e genial Philip Pullman.
Houve uma ruptura imensa em mim após a leitura desses livros. Muitos preconceitos deixaram de existir. Deixei de torcer tanto o nariz para Ficção Científica. 
Não fui mais a mesma após conhecê-los e agradeço às minhas idas até a biblioteca do bairro naquele verão em que consegui me focar mais nos livros, nos projetos e na certeza de que meu lugar é entre eles, os livros, oh!, e é claro que com esses três comigo. 

Um pouco mais sobre eles:

A BÚSSOLA DE OURO
Num mundo similar ao nosso, onde as pessoas nascem acompanhadas por seres chamados Daemones, com os quais possuem uma ligação íntima, Lyra, uma garota de 11 anos, que mora na Universidade britânica de Jordan, seu Daemon Pantalaimon descobrem uma trama mortal que a leva às terras geladas do Norte, para salvar as crianças que estão sendo submetidas a experiências cruéis.
Para guiá-la, ela conta com um aparelho de poderes relativamente desconhecidos: o Aletômetrro – o leitor da verdade.
Bruxas boas escassamente vestidas, religiosos perversos, crianças mal comportadas que são heroínas. A Igreja e a religião são duramente atacadas nesse livro. Pullman inverte todos os padrões de C.S.Lewis.

A FACA SUTIL
Um antigo relicário, uma faca que corta espíritos e passagens entre mundos está guardada na cidade de Cittàgazze, onde apenas espectros e crianças são livres para perambular. Lyra encontra com Will, um garoto que acabara de assassinar um homem, em nosso mundo.
É o menor livro da trilogia, embora seja ainda mais surpreendente que o anterior, aparentemente só foi liberado para cumprir o prazo com a editora.

A LUNETA ÂMBAR
Ciência, religião, mundos alternantes, anjos rebeldes, bruxas, padres, espectros e toda sorte de criaturas estão envolvidos numa guerra que pode desmantelar toda a criação, movida por lorde Asriel contra deus. Lyra e Will atravessam os reinos dos vivos e dos mortos para tentar salvar o universo.
A despeito de ser o maior e mais complexo dos livros da trilogia, tem de ser lido num fôlego só.