3 de abril de 2015

Do que eu salvo nos favoritos... #2

- Dois contos de Marcelino Freire

O autor lendo "Totonha" do livro Contos Negreiros, que eu já li em voz alta e acho belíssimo:



E Naruna Costa nos emocionando ao recitar visceralmente Da Paz presente no livro Rasif: mar que arrebenta:



"Eu não sou da paz.
Não sou mesmo não. Não sou. Paz é coisa de rico. Não visto camiseta nenhuma, não, senhor. Não solto pomba nenhuma, não, senhor. Não venha me pedir para eu chorar mais. Secou. A paz é uma desgraça."


Uma semana que não deve ser esquecida.

4 comentários:

  1. Lindos, Maura!!
    Também adoro esse livro do Marcelino, preciso reler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. *.*

    E eu quero, Tati, ler todos os livros dele, hihi

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Que lindos, Maura! Me arrepiou!
    Saudades de vc!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!