8 de julho de 2014

Algumas palavrinhas sobre... Avisterram de Maria Luiza Brito

No livro de estreia de Maria Luiza Brito, Avisterram, conhecemos Sophia, uma pré-adolescente que vai morar com uma tia e o marido dela, os Finnigan, após sua mãe "sumir". Em sua condição de órfã, a parente mais próxima dela é essa tia que fora casada com o tio da menina. 
A narrativa ambientada no finzinho do século XVIII começa quando Sophia está numa missão. Escondida, saí da casa do casal e vai até a sua antiga residência para procurar um objeto que poderá levá-la até sua mãe que acredita estar viva e  "provavelmente [...] prisioneira em um reino mágico, escravizada por um rei tirano e impiedoso."
Auxiliada pela fada Luza, que surge em seus sonhos, Sophia consegue chegar até o reino de Avisterram, povoada pelos "Purpúreos" e repleta de monstros e seres encantados. Lá ela conhece Aldar, seus 11 irmãos e os pais deles. A família, imediatamente, simpatiza-se com a garota que passa a ir mais e mais vezes ao lugar pela passagem mágica indicada pela fada. Aldar não demora a descobrir que ela não é daquele reino, onde todos possuem olhos roxos, orelhas pontudas e narizes arrebitados. Quando Sophia revela o que a trouxe até Avisterram, Aldar decidi ajudá-la a chegar até o castelo do rei Epáfício, onde vive com sua filha, Maravinda, após sua esposa perder-se na floresta.
Para deixar a vida da garota mais agitada, ela descobre que está noiva de um garoto de uma família rica e insuportável. Quando completar 13 anos, casará-se com o insuportável Marcus. Enquanto não está ajudando nos preparativos da festa, Sophia foge para Avisterram... Além de Aldar, ela consegue ajuda de outras pessoas, como o sr. Lud que consegue traduzir um livro que revela todos os segredos da floresta de Avisterram, livro que será muito útil a eles quando precisarem entrar no local para chegar ao castelo. 
Com a proximidade do casamento mais próximos, Aldar e ela estão de reencontrar a mãe de Sophia.

Decidi adquiri Avisterram na loja da Amazon BR, primeiramente, porque a capa me ganhou. Ao ler sinopse fiquei com a impressão de que a história que possui elementos que aprecio iria me agradar bastante. 
A escrita da Maria Luiza é agradável, ideal para quem deseja ler algo que entretenha e seja rápido. Li no aplicativo do Kindle para celular (a única utilidade que ele tem para mim) quando precisava ir até algum lugar ou estava numa fila.  
Fiquei feliz ao terminar um livro que havia gostado e que possui uma história muito criativa. Pura fantasia!  
Todavia, Avisterram possui alguns 'deslizes' de revisão: o capítulo 9 aparece repetido e em determinado momento, dizem que a personagem vai completar 14 anos quando no começo o que fora afirmado é que ela completaria 13, mas, enfim... Nada que tire o encanto da história. 
A reta final me deixou aflita porque o livro estava em 99% e MEU, DEUS!!! NÃO ACREDITO QUE ESSE SERÁ O FIM DA HISTÓRIA. Ufa, não foi! Porém, isso também deixou-me um pouco chateada, não gosto de correria nos finais, principalmente quando estes possuem tanto para revelar. Felizmente, a autora conseguiu terminar muito bem o livro e ainda me deixar com um sorriso no rosto: o final é surpreendente.  

SOBRAL, Maria Luiza Brito. Avisterram. Brasília : Annabel Lee, 2014. 302 pág.


Lido para o Desafio Literário Skoob 2014 - Mês de Junho: Autores Brasileiros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!