14 de junho de 2014

TAG: Um livro que...

A tag "Um livro que..." foi criada pela nossa Simpatia, sim, a Lélia Santos.


1) Um livro que te emocionou muito...
Se o "emocionar" for relacionado à chorar um Tietê quando não era poluído inteiro, lembrei de vários livros, mas para esse tópico decidi citar Shel Silverstein, autor de A Árvore Generosa, A parte que falta que falaram ao meu coração,  (e falam, porque quase sempre me pego pensando no que li em seus livros e percebendo o quanto a simplicidade do tio Shel é capaz de me emocionar sem verter uma lágrima sequer.

2) Um livro que queria muito ler, mas descobriu que não era tudo aquilo que pensava...
A culpa é das estrelas, de John Green. Lia tantas resenhas bacanas sobre o livro que a ansiedade em conhecer a história me deixava falando sempre, sempre do livro, demorei alguns meses para conseguir o meu exemplo (acabei ganhando num sorteio no blog da Nats, Vire a Página), li... e não gostei tanto quanto esperava :\ 


3) Um livro que achava que não iria gostar e te surpreendeu...
O livro que achava que não iria gostar e que me surpreendeu muito foi A última música, do Nicholas Sparks que até já havia começado a ler e achado um tédio, até que dei mais uma chance ao livro e... Foi amor à quarta vista! Hehe. 

4) Um livro que já tem há muito tempo em sua estante e ainda não leu...
Aconteceu em Salzburg, de Helen MacInnes é um livro que não sei se tenho ainda porque o deixei na BA, se ele não foi surrupiado ou perdido é o livro que tenho há mais tempo e não li. Já tentei, várias vezes mas não gostei! 


5) Um livro que te passou uma lição de vida...
O Livreiro do Alemão! A história de Otávio Júnior é inspiradora, um exemplo! 
Quando penso neste livro lembro daquela frase de Quintana: "
Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas." :')


6) Um livro que te fez suspirar...
Nesse ano, nenhum livro me fez suspirar ainda... Então, escolhi um que li em 2012 e ainda me faz suspirar imaginando quando vou cruzar com aquele circo. Sim, O Circo da Noite, de Erin Morgenstern. 

7) Um livro que você ainda não tem e quer muito ler...
Mais pesado que o céu - Uma biografia de Kurt Cobain, de Charles R. Cross
Sonho com esse livro há mais de dez anos. Recentemente consegui a versão digital, finalmente vou lê-lo mas ainda sonho em ter esse livro na minha estante :)

8) Um livro que de tão bom era difícil de parar de ler...
Entre as desgastantes leituras do TCC encontrei um colírio: O Conto de fadas - Símbolos, Mitos, Arquétipos, de Nelly Novaes Coelho. É bem conciso, com uma linguagem atraente que nos introduz no mundo dos contos de fadas de uma forma deliciosa. 

9) Um livro que não é muito seu estilo, mas tem vontade de ler...
Livro que conheci enquanto olhava as estantes alheias no Skoob de algumas pessoas, o vi em mais de três estantes, então decidi ler a sinopse. O livro? Viciada em Feng Shui, de Brian Gallagher. 

10) Um livro que indica...
É um livro!, de Lane Smith! Porque livros fininhos e com textos aparentemente simples são os que, nos últimos anos, têm me ensinado, me divertido e ampliado minha visão :)


Beijos!

4 comentários:

  1. amei tuas respostas. ACEDE eu tb botei expectativa demais, e nem foi isso tudo rsrs
    bj, Maura.
    http://torporniilista.blogspot.com.br/2014/06/tag-qual-e-o-livro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Val!
      Se eu tivesse esperado menos, certeza de que teria gostado muito mais, porque rememorando percebo que gostei de muitas partes :)

      :*

      Excluir
  2. Adorei a tag, Maura! Fiquei com vontade de responde-la lá no blog. Realmente os livros do Shel Silverstein são perfeitos. Li com os meus alunos e é um misto perfeito de simplicidade e delicadeza. Ao contrário de você, A culpa é das estrelas não me decepcionou, pelo contrário. Eu gostei demais da conta, rs. E fiquei curiosa pelo título sobre os contos de fada. É um tema que muito me interessa. Beijos, queridona!


    Ilmara

    ResponderExcluir
  3. Adorei tuas respostas, cheias de novidades para mim. Fiquei triste que não gostaste tanto de ACEDE. Faz parte quando as pessoas falam demais sobre algo. Na realidade livros que falam sobre perda, complicações extremas da vida geralmente me ganham se bem escritos.
    Quando comecei a leitura desse eu estava curtindo, achando o sarcasmo da Hazel fantástico e me pergutnando a razão de terem achado o livro tão surpreendente.
    O fato de não ler a sinopse e não esperar exatamente um romance contribuiu para mim. Porque quando eles chegam na Holanda e tudo começar numa reviravolta fez o livro sair de uma leitura boa, para algo ótimo.
    Parafraseio a Hazel, dizendo que me apaixonei pelo livro como se cai no sono, devagar e repentinamente.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!