26 de dezembro de 2013

Estou Lendo #15: Mario Benedetti para encerrar 2013

Queria encerrar 2013 com o livro Belle, porém, ele é imenso e não me fisgou ainda... Então decidi ler um autor que tive a oportunidade de conhecer no início do segundo semestre do ano e enrolei, enrolei, enrolei com o livro que me fora emprestado, bom, não enrolei, necessariamente, apenas li, reli, li de novo as primeiras 95 páginas por que sempre passava um bom tempo longe do livro e decidia ler tudo de novo... Vai entender as manias de Maurinha!
O autor? Mario Benedetti, que dá título a essa postagem. 
O livro que me refiro é Primavera num espelho partido que eu pretendo ler ano que vem. 

Mas, decidi terminar o ano lendo o sr. Benedetti, o velhinho de olhar bondoso amado por tantas pessoas queridas. 
Os livros, sim, os livros, escolhidos: A trégua, que é tão elogiado que faz meu coração pular de ansiedade e A borra do café, que leio entre uma obrigação e outra. 

(Re)começando A Trégua no Kindle enquanto leio A Borra do Café no celular :) #Benedetti
Sinopses dos livros:

"Em A borra do café, Mario Benedetti mescla memória e invenção e resgata as lembranças de sua infância em Montevidéu para construir uma narrativa lírica, profunda, sobre as surpresas e as dificuldades do amadurecimento. Com seu peculiar lirismo e habilidade narrativa, o autor relata pequenos acontecimentos de uma vida distante, fazendo com que o leitor reconheça a si mesmo. Na figura do jovem Claudio, o consagrado escritor uruguaio, autor de A trégua, reinventa muitas passagens marcantes de sua própria vida: as brincadeiras de rua com os amigos, as constantes mudanças de bairro com a família, a trágica morte da mãe e a descoberta do amor e do sexo". 

"Escrito em formato de diário e com fina ironia, A trégua traz a história de Martín Santomé, um homem maduro, de muita bondade, meio apagado, mas inteligente . Prestes a completar 50 anos, viúvo há mais de vinte, Santomé mora com os três filhos. Não se relaciona bem com nenhum deles, tem poucos amigos e mantém uma rotina monótona e cinzenta. No diário, conta os dias que faltam para a aposentadoria; mas não tem ideia do que fará assim que se livrar do trabalho maçante. Seu destino, no entanto, mudará quando conhecer Laura Avellaneda, uma jovem discreta e tímida contratada para ser sua subalterna. Com ela, Martín Santomé voltará a conhecer o amor, numa luminosa trégua para uma vida até então triste e opaca. Mas será que essa relação conseguirá ir adiante? Muito mais do que uma história de amor, A trégua é um questionamento sobre a felicidade e um retrato às vezes bem-humorado, às vezes ferino, dos difíceis relacionamentos humanos". 


E você, o que está lendo? 

Beijos

4 comentários:

  1. Eu me interessei e desconhecia. Você sempre acrescentando algo para mim.
    No momento estou lendo um que estou gostando muito "A garota que perseguiu a lua".

    Beijos
    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili, você sempre acrescenta algo para mim também :)
      Ah, acho a sinopse desse livro tão convidativa.

      Beijos

      Excluir
  2. Eu resolvi terminar lendo Todo Dia. Acho que fiz uma boa escolha, mas ainda não comecei porque preciso terminar de ler os livros da semana nacional do read-a-thon.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!