18 de junho de 2013

Dica de Exposição: ''Testemunha Ocular: Fotografias de Juca Martins''

Garimpo de ouro de Serra Pelada, no Pará, em 1980

Fotógrafo participante, Juca Martins ganha exposição
Mostra fica em cartaz até setembro na Casa da Imagem

Por Luísa Bittencourt

Espanha, Itália, Suíça, Cuba, México, Equador, Colômbia. Juca Martins é daqueles fotógrafos que já percorreram o mundo com uma bolsa repleta de rolos de filmes e uma câmera na mão, retratando momentos e situações que marcaram a história recente.

Dono de um currículo recheado – e respeitável–, o fotojornalista inaugura dia 22, na Casa da Imagem, a exposição Testemunha Ocular: fotografias de Juca Martins. Em cartaz até dia 21 de setembro, a mostra reúne diferentes trabalhos seus, desde a cobertura da guerra de El Salvador, entre 1981 e 1982, pela qual recebeu o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos, até a guerra do Líbano, em 1982. “Mas o grosso da exposição é o povo brasileiro, o povo simples”, adianta Martins, um dos mais importantes retratistas da vida social e política do país.

Entre os registros sobre o Brasil, estão o ensaio sobre o garimpo de Serra Pelada (Prêmio Internacional Nikon), a série sobre a grande seca do Nordeste, de 1986, e fotografias históricas realizadas durante a ditadura civil-militar, como as greves dos metalúrgicos e dos bancários e os movimentos pela Anistia. “Essa exposição vai trazer à baila fatos que as pessoas esqueceram e que foram subavaliados”, revela o fotógrafo.

Martins conta que, até 1977, o registro fotográfico era escasso. “Não havia nada na imprensa, pois tudo passava por uma censura prévia. Não existe uma iconografia vasta de 1968 até 1975, quando a luta começa a tomar corpo. As fotografias eram dificílimas de serem feitas e publicadas. Fui preso, ameaçado, tive que tirar filmes da máquina e entregar para a tropa de choque”, relembra.

Com o olhar voltado para as experiências humanas em temáticas tão singulares, o fotógrafo classifica seu trabalho como positivo. “Tento mostrar a dignidade da vida nas condições mais adversas. Quando retrato as lutas, estou mostrando as pessoas lutando por um mundo melhor”, argumenta. Mas nega trabalhar com foto-denúncia. “Eu não tenho soluções. Estou junto, não sou uma categoria à parte com uma visão melhor. Sou um fotógrafo participante”.

PROGRAMAÇÃO

EXPOSIÇÕES | TESTEMUNHA OCULAR: FOTOGRAFIAS DE JUCA MARTINS  Livre para todos os públicos
Fotógrafo: Juca Martins.   
Na década de 70, sob a repressão e censura do regime militar, o fotógrafo realizou diversas viagens para registrar a emergente crise social no país e acompanhou, em São Paulo, a mobilização pró-democracia. Com 77 imagens, esta exposição apresenta o olhar criterioso do autor desde esse período até a morte do presidente Tancredo Neves.

Grátis.   


| Casa da Imagem
Rua Roberto Simonsen, 136-B. Centro. Centro.  Tel. 3241-4238  
22/06 a 21/09, 3ª. 4ª. 5ª. 6ª. Sáb. Dom. das 09h00 às 17h00.  

Fonte: SPCULTURA

Aproveitem!
Beigos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!