15 de maio de 2013

''A luta é contínua'': Dicas de livros e programação especial

Dicas de leitura – A luta é contínua
Dicas de livros e programação especial
Dicas de leitura de maio



No mês que se celebra um ano da promulgação da Lei de Acesso à Informação e da criação da Comissão Nacional da Verdade, confira nas Bibliotecas Públicas uma programação especial e algumas dicas de leitura relacionadas ao tema. 


A Ditadura Envergonhada
Elio Gaspari 
Este livro reconstitui os primeiros anos do regime militar. Reviva alguns momentos escuros da nossa história, desde o golpe de 64 até a edição do Ato Institucional nº 5, passando pela realização da famosa aula de tortura dada por um tenente, no RJ. Desde o golpe que tirou João Goulart do poder até o dia em que Ernesto Geisel entregou sua faixa presidencial.

Ditadura Militar - Esquerdas e Sociedade
Daniel Arão Reis
É confortador pensar que as ditaduras como impostos de cima para baixo, pelas elites, ou por circunstâncias particulares, e não como construções históricas de sociedades concretas, apesar e para além das oposições e das resistências. Este livro escolhe o segundo caminho e convida o leitor a uma viagem critica pela ditadura militar que a sociedade brasileira construiu e não destruiu. 

A Década de 60 – Rebeldia, contestação e repressão política
Maria Helena Simões Paes
Período de grandes contradições no panorama internacional, a década de 1960 conheceu o incrível avanço tecnológico e as manifestações da contracultura. No Brasil, além da efervescência cultural, houve a volta do regime militar, que culminou com o AI-5.

1961 - o Brasil Entre a Ditadura e a Guerra Civil 
Paulo Markun; Duda Hamilton
Segunda-feira, final de agosto de 1961. Jânio Quadros renunciara depois de apenas sete meses de governo, alegando que “forças terríveis” se levantavam contra ele. O vice-presidente, João Goulart, em viagem oficial à China, temia voltar ao país – não sabia se, ao chegar, seria empossado ou preso pelos militares contrários à sua posse. Enquanto isso, o então governador gaúcho Leonel Brizola exortava os brasileiros a resistir ao golpe que se avizinhava. A história desses dias tensos é contada aqui pelos jornalistas Paulo Markun e Duda Hamilton num trabalho detalhista e criterioso, essencial para entender um episódio crucial da história recente do país. 

O Fim da Ditadura Militar
Eduardo Kucinski
Esta obra procura explicar o porquê da transição brasileira ter demorado 15 anos para se concretizar. A mais longa de todas dos regimes de exceção latino americanos. Por meio de uma análise de acontecimentos como a campanha das diretas, as greves do ABC, o colapso do milagre, o autor nos leva a refletir sobre este importante momento da história brasileira recente. 


Consulte o nosso catálogo online para saber em quais bibliotecas estes títulos estão disponíveis



Veja também a lista das bibliotecas pelas regiões de São Paulo.''


4 comentários:

  1. Ótimas leituras pra quem, gosta de história, e principalmente a nossa história.
    Adoro Ditadura militar brasileira, ou melhor, como tudo aconteceu nela. Já li alguns livros que falavam do assunto, inclusive folheei esse primeiro.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol, sem dúvidas, são dicas de leituras aparentemente muito boas!
      Eu não li nenhum deles ainda, vou procurar nas bibliotecas daqui e fazer empréstimo; o Regime Militar foi um período muito interessante mas que o pouco que sei aprendi fora da escola, local que eles desprezam nossa própria história e quando citam é bem por cima...

      Beigos!

      Excluir
  2. Ótimas dicas pra quem quer entender melhor da nossa história e a nossa política, pena que esses livros são difíceis de encontrar. Minha esperança é que todos esses livros se tornem e-books.

    Beijos
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê, eu conferi no catálogo das bibliotecas e os três primeiros têm em várias bibliotecas, mas com certeza, uma boa parcela enorme da população nunca vai ter acesso aos livros por serem em bibliotecas afastadas de suas casas... Eu estou nessa parcela o/
      E o mais recente que é o "1961" sempre vejo nas livrarias, mas o preço me afasta... HAHA
      Se todos virarem e-books ficará mais fácil, por questões de mobilidade e preço! Espero que as editoras invistam logo!

      Beigos!

      Excluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!