8 de maio de 2013

2083 por Vicente Muñoz Puelles

Editora: Biruta
Autor: Vicente Muñoz Puelles
Tradução: Sandra Nunes e America Marinho
ISBN: 9788578480431
Páginas: 112

Em um futuro não tão distante, precisamente daqui 70 anos, os livros de papel não existem mais... Ah, isso é de ser esperar, Maura! E para piorar a situação, os livros digitais estão... sumindo!
Uma situação desesperadora para pessoas que, como eu, não se imaginam sem livros!

O meu grande estímulo para ler 2083 era o de saber o que levou ao fim dos livros na Espanha onde David vive com seu pai que conhecemos, apenas, por Pa.

O narrador é David, órfão de mãe, que pouco conversa com o pai. Ele é um adolescente de 16 anos que estuda em casa em frente a um computador (tele-aulas) e nunca havia lido um livro e o pouco que conhecia sobre esse estranho objeto era oriundo de pequenos estudos ou, como no dia em que nossa história começa, de uma reportagem televisiva.
David interessa-se pela reportagem em que cientistas encontram escondido caixas de livros num local subterrâneo e os manejam com muito cuidado porque aqueles objetos tão antigos podem se esfacelar facilmente.


Capa da nova edição.
O garoto pergunta ao pai sobre os livros, se ele quando adolescente os lia... Uma conversa inicia-se e é com grande surpresa por parte do garoto (e de nós!!!) que após algum tempo o pai revela que seu avô, o bisavô do menino, foi um escritor e o leva até seu quarto e mostra a relíquia da família, o exemplar de um livro publicado pelo bisavô de David dentro de uma caixa de vidro para protegê-lo, pois ninguém sabe o que pode acontecer se o objeto tiver contato com o ar... Mas, a curiosidade do garoto é tanta que ele abre a proteção de vidro do livro e o vê virar pó entre seus dedos!
A partir daquele momento, o garoto decide procurar um outro livro e colocá-lo no lugar do exemplar estragado... Mas, não existem mais livros! Eles sumiram, desapareceram... E os links para acesso de livros onlines disponíveis na Docuteca estão todos caducados! David se vê na obrigação de revelar ao pai o ocorrido.

Outras mentiras ou omissões são revelados com o decorrer dos capítulos... Enquanto David tenta encontrar uma solução para seu pequenino problema, ele tem seu primeiro contato com livros, os poucos que restaram em formato digital, a partir de suas páginas e das viagens proporcionadas pela Bibliotravel.

2083 foi uma grata surpresa, a premissa atrativa me fez crer que eu estava diante de um livro, no mínimo, interessante mas admito que já estava me preparando para não ficar muito triste se sua história não fosse toda aquela maravilha que imaginava... Então, ser surpreendida com um livro TÃO BOM e que ao término, tornou-se uma das minhas histórias favoritas, foi muito legal! :D 

Um livro pequeno e que cumpre o prometido! Você entrará definitivamente na história, junto com David sentirá as emoções de Dom Quixote e das demais personagens que o garoto conhecerá. 

Puelles possui diversos livros publicados, entre adultos e infantis. 2083 foi um delicioso aperitivo à escrita do autor nascido em Valencia no ano de 1948.


Conheçam as outras obras de Puelles e sua biografia, acessando o seu sítio oficial.

Beigos!

11 comentários:

  1. Adorei, Maura!
    Livros que falam sobre livros me interessam instantaneamente, ainda mais quanto têm um quê futurista, como "Fahrenheit 451" e "Admirável Mundo Novo" (lá vou eu falar desse livro de novo, para te incentivar... rs).
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba, Michelle!
      Espero que algum dia leia 2083! E desse ano Admirável Mundo Novo, não passa, obrigada pelo contínuo incentivo, hehe

      Beigos!

      Excluir
  2. Oie,
    nossa gostei do tema do livro, nunca tinha ouvido falar nele, mas achei bem interessante.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Espero que leia 2083 algum dia, Vanessa, é muito bom! :D

      Excluir
  3. 2083 é mesmo um livro lindo. Lembro de você falando sobre ele quando eu o mostrei na minha Caixa de Correio e nos próximas leituras. O livro é mesmo super lindinho, me deixou com uma vontade louca de correr atrás de uma Bibliotravel. Imagine?
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu viveria numa Bibliotravel, Babi, se existisse uma, hehe

      :*

      Excluir
  4. Já ouvi falar muito bem do livro e amo a capa e a diagramação da nova edição, apesar de ainda não tê-lo lindo. A resenha ficou ótima. Beijos!
    http://umsenhorpalhaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ítalo, essa nova edição ficou LINDA! Vou querer adquiri-la em breve :)
      Obrigada!
      Espero que leia 2083 em breve, é muito bom!

      Beigos!

      Excluir
  5. Um mundo sem livros = eu morro junto T_T, rs.
    Não conhecia este livro, e fiquei bastante interessada o/
    A capa da nova edição é bonita. Gostei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA, é, eu também morreria junto :|
      Espero que leia 2083 em breve, é muito legal!

      Beigos!

      Excluir
  6. Oi, Maura! Acabo de conhecer seu blog por meio da Lulu, do Lulunettes. Ela citou você na resenha sobre o mesmo livro, já que ela só soube da obra através de você. Bem, adorei a resenha dela e adorei a sua, e já estou completamente convencida de que preciso desse livro! :)
    Aproveito para deixar aqui um convite para você conhecer o meu blog, o Literasutra: www.literasutra.com.
    Um abraço,
    Monalisa

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!