16 de março de 2013

Fragmento de Sábado #6

Baseado no meme Fragment Friday, criado por James do Book Chic, com o objetivo de compartilhar um trecho/ fragmento/quote do livro que estou lendo. 

Esse semestre, decidi que iria ler todos, ou praticamente todos, os livros que fossem indicados pelos professores. Alguns estão bem, bem, bem difíceis de encontrar em preços aceitáveis para meu bolso de universitária desempregada ou porque os livros encontram-se de catálogo! Legal, professor usar um livro que parou de ser editado no início do século XX - esse é um dos problemas de ter professor que foi aluno de Saussure e... HAHAHA


Em Literatura Brasileira V, o primeiro livro foi Memórias Sentimentais de João Miramar, de Oswald de Andrade, esse eu não li inteiro por pura preguiça e desinteresse da minha parte! É feio admitir isso diante da minha promessa, mas o livro não me encantou! 

O segundo livro indicado foi Macunaíma, de Mário de Andrade que, ao contrário do livro de seu contemporâneo é ÓTIMO! Certo, certo, Mário e Oswald são diferentes, mas acredito que nunca cairei de amores pela prosa do Oswald, já a sua poesia é um caso à parte. 


Enfim, a postagem de hoje do Fragmento de Sábado (que estava sumido, mas voltou... agora pra ficar... porque aqui... aqui é seu lugar!!!) decidi compartilhar com vocês algumas passagens de Macunaíma:



Fonte
''No outro dia quando Macunaíma foi visitar o túmulo do filho viu que nascera do corpo uma plantinha. Tratarem dela com muito cuidado e foi o guaraná. Com as frutinhas piladas dessa planta é que a gente cura muita doença e se refresca durante os calorões de Vei, a Sol.''
 Página 22

''Macunaíma passou então uma semana sem comer nem brincar só maquinando nas brigas sem vitória dos filhos da mandioca com a Máquina. A Máquina era que matava os homens porém os homens é que mandavam na Máquina... Constatou pasmo que os filhos da mandioca eram donos sem mistério e sem força da máquina  sem mistério sem querer sem fastio, incapaz de explicar as infelicidades por si. Estava nostálgico assim. Até que uma noite, suspenso no terraço dum arranhacéu com os manos, Macunaíma concluiu:
- Os filhos da mandioca não ganham da Máquina nem ela ganha deles nesta luta. Há empate.''
Página 32

Ei, vocês, já leram Macunaíma? Se a resposta for positiva, gostaram?  :)
Se não, comenta aí o livro (ou livros) que você está lendo!?
Beigos!

4 comentários:

  1. Parece muito bom Maura!

    Vou por na minha estante pra ler. No momento tô lendo Crime e castigo e o Guia dos mochileiros das galaxias, dois livros absolutamente NADA a ver um com o outro. E de estilos completamente diferentes rs

    www.reticenciando.com

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu ODEIO Macunaíma com todas as minhas forças, foi um livro que me deixo irritada em ter que ler no 3º ano. Acho que eu nunca mais leria ele.
    Achei bacana você querer se dedicar a ler todos os livros indicados, vai te fazer encarar melhor a forma que os seus professores abordam os temas.

    Beijos
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Maura, eu lembro que não gostei muito de ler Macunaíma, apesar disso sempre achei um livro genial. Até parece maluquice,né? Mas a verdade é que fiz um trabalho na faculdade sobre esse livro e rendeu tanto, tinha tantas coisas para serem analisadas... Obtive uma boa nota pelo trabalho, no final valeu a pena ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Nunca li, mas tenho a impressão de que o meu professor de Literatura do último ano do colégio falava bastante nele.
    Eu estou lendo You Wish da Mandy Hubbard, mas estou tão no começo que é dificil ter uma opinião já formada!

    Beijão
    Sun Rises Here

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!