31 de março de 2013

Em abril nas bibliotecas de SP: Cursos, oficinas e encontros

''Cursos, oficinas e encontros
Programação de abril de 2013
Oficina de Técnicas: Reprodução de Imagem, Xilogravura e Estêncil Arte

Com o arte educador César Riello Santosem
Ter uma ideia, pensar uma imagem, editar esta imagem, ampliá-la e reproduzi-la. Para as oficinas não é necessário saber desenhar, pois a partir das técnicas de edição de imagens será construída uma ideia particular e reproduzida. Serão contempladas as técnicas do Estêncil Arte e Xilogravura. A intenção dessa extensão do projeto "Menor da Q´brada" é que menores aprendam técnicas artísticas. Parceria com a AGES.
Dias 1º, 8, 15, 22, 29 de abril às 9h30 e 13h30 - Biblioteca Afonso Schmidt 

Capoeira 
Com Mestre 22 e Quati
O grupo Cativeiro resgata a dignidade cultural através do jogo, da dança e da ginga, ensinando aos praticantes a resistência, a persistência no modo de enfrentar o mundo com respeito. Aulas de Maculelê, contos afros e história da Capoeira. Para maiores de 5 anos.
Dias 2, 3, 5, 9, 10, 12, 16, 17, 19, 23, 24, 26 e 30 de abril às 18h - Biblioteca Paulo Duarte e Acervo da Memória e do Viver Afrobrasileiro

Mitologia Grega
Coord.: Ajax Perez Salvador e Wladia Beatriz Correia
A partir da leitura de textos mitológicos procura-se traçar um paralelo entre a mitologia e a vida real. Não é necessário fazer inscrição prévia.
Dias 4, 11, 18 e 25 de abril às 15h - Biblioteca Alceu Amoroso Lima

Oficina de RPG 
Com Adilson Medeiros Santos
Na oficina serão estudadas as práticas de RPG, que é o processo criativo de construção e interpretação de personagens, a partir das bases culturais produzidas pela humanidade. Jovens e Adultos.
Dias 5, 12, 19 e 26 de abril às 14h - Biblioteca Rubens Borba de Moraes 

Meditação e Vida Saudável 
A proposta desta palestra é mostrar ao público os benefícios da meditação e autoconhecimento, auxiliares no aperfeiçoamento físico, mental, emocional e psicológico, levando o individuo a uma melhor qualidade de vida e bem estar integral. Parceria com a AGEACAC - Associação Gnóstica de Estudos Antropológicos e Culturais, Arte e Ciência.
Dia 6 de abril às 16h - Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato

Dança do Ventre 
Com Ainê Aymelek
O corpo como expressão da poesia através da manifestação da sensibilidade. O 'ventre' traduz a origem de todo encantamento. Vertentes: Dança Zaar -Norte da África, Aula Tribal, Dança do Ventre Clássica e Moderna, Dança do Chá - Marrocos, Dança Hagallah - Líbia, Dança Gawazze - Egito. Representações Culturais do norte Africano. Para maiores de 5 anos.
Dias 6, 13, 20 e 27 de abril das 11h às 13h - Biblioteca Paulo Duarte e Acervo da Memória e do Viver Afrobrasileiro 

Oficina de xadrez
Com o prof. José Alberto Batista Mendes
Noções básicas para iniciantes, abordando as regras fundamentais e xadrez intermediário. Para maiores de 10 anos.
Dias 6, 13, 20 e 27 de abril às 14h - Biblioteca Paulo Setúbal 

Xadrez
Com o Prof. José João dos Santos 
Noções básicas para iniciantes, abordando as regras fundamentais e oferecendo o conhecimento necessário para se iniciar no jogo e intermediário. 
Dias 6, 13, 20 e 27 de abril às 13h30 - Biblioteca Amadeu Amaral


Palestra: Por que Contar Histórias nos dias de hoje?
Com Eliana Braga Aloia Atihé, graduada em Comunicação Social e Letras, mestre em Comunicação e Semiótica e Doutora em Educação
Eliana AtihéCada vez mais, o contador de histórias precisa compreender seu papel fundamental numa sociedade em crise, a partir de uma perspectiva psico-sócio-antropológica (e também mítica e cosmológica), que o auxilie a construir uma visão de mundo para nela ancorar sua experiência. É urgente seu envolvimento num projeto de proteção, reparação e ampliação da etnosfera, a rede cultural da vida a qual, tal como a biosfera, garante nossa existência como seres humanos. O encontro propõe uma revisão do papel do contador de histórias a partir dos desafios propostos por nossa época. Inscrições diretamente na biblioteca.
Dia 6 de abril às 9h30 - Biblioteca Hans Hans Christian Andersen

Alma de Batera
Com Paul Georges Lafontaine
O projeto Alma de Batera oferece aulas de bateria para pessoas com deficiência, com o objetivo de tornar o contato com o instrumento cada vez mais acessível. O trabalho é desenvolvido através de exercícios básicos de bateria, estimulando o desenvolvimento global do aluno, incentivando seus potenciais e habilidades, por meio de atividades pedagógicas e dinâmicas corporais.
Inscrições diretamente na Biblioteca, até 2 de abril. Vagas limitadas.
A partir do dia 10 de abril, às quartas-feiras e 11 de abril, às quintas-feiras, das 17h30 às 19h - Biblioteca Mário Schenberg



XilogravuraOficina de Xilogravura
Com Eduardo Ver
Atelier aberto com encontros semanais voltados para a prática manual e o trabalho coletivo, com atividades orientadas para produção gráfica e a experiência do convívio de um atelier de xilogravura.
Dias 10, 17 e 24 de abril às 15h - Biblioteca Belmonte




Oficina de Roteiro para Audiovisual - Módulo para iniciantes
Com Ana Cristina da Silva*
Este curso tem como objetivo apresentar conceitos ligados ao cinema e abordar temas sobre a estrutura de criação de um roteiro para filme de curta-metragem, permitindo ao aluno contar sua história e se expressar através da mesma. Serão utilizadas ferramentas conceituais, textos, análise de filmes e composição de histórias individuais e coletivas, para que o aluno possa entender a estrutura de apresentação de sua história; definir como deseja contar e contar através da escrita de um roteiro para filme de curta metragem.

*Ana Cristina da Silva trabalha na área de cultura com criação, produção e suporte a eventos, shows e filmagens. É roteirista, com cursos realizados na ELCV - Escola Livre de Cinema de Santo André, no workshop de Robert Mckee e na oficina de Roteiro Avançado pela EICTV - Escola de Cinema e TV de Santo Antonio de Los Baños, Cuba. Participa do Curso de Dramaturgia pela SP Escola de Teatro em São Paulo (2º módulo) e realizou o curso de história do teatro na Escola Livre de Teatro de Santo André desde 2010.

Inscrições encerradas (vagas esgotadas)
As quintas, de 11 de abril a 4 de julho, das 18h às 21h30 Biblioteca Roberto Santos 

Projeto Primeiro Emprego

Com Marco Antonio Cravinhos
Encontro que tem como público-alvo jovens que buscam o primeiro emprego na área de atendimento. Os assuntos abordados serão: direito do consumidor, tipos de cliente (visual, auditivo, sinestésico) e o que eles querem, as principais funções de um atendente, como criar um currículo e como se preparar e se portar em entrevistas de emprego. Durante o encontro haverá exposição de livros do acervo da biblioteca relacionados com os assuntos discutidos. Vagas limitadas.

Dia 13 de abril às 14h - Biblioteca Nuto Sant'Anna 


Roney FreitasOficina de Introdução ao Cinema Documentário
Com Roney Freitas*
A oficina alia informações teóricas e práticas sobre a produção audiovisual e faz uma introdução às questões que permeiam o campo de estudos e a prática do cinema documental, incluindo percurso histórico e modos de representação no documentário. Apresenta especificidades em relação ao cinema documental e ao cinema de ficção narrativo (o embate com o "real"), além de introduzir a análise e à interpretação de filmes documentais.

*Roney Freitas é formado em Audiovisual pela Universidade de São Paulo. É co-autor do longa-metragem "Paulicéia" e dirigiu os curtas-metragens "Laurita" e "Aurora". Atualmente, Roney finaliza o documentário "Memória de Rio", curta que dirigiu sobre o rio Tietê, projeto selecionado no edital do Prêmio Estímulo da Prefeitura de São Paulo.

Inscrições na biblioteca, pessoalmente, de 18 de março a 12 de abril. 30 vagas. A avaliação será baseada no preenchimento da ficha de inscrição. Não é necessária experiência anterior. Para maiores de 18 anos.
Aos sábados, das 9h às 13h, de 20 de abril a 6 de julho - Biblioteca Roberto Santos 
Palestra: Era uma voz que sempre dizia - Era uma vez...

Com Ilan Brenman, mestre em Educação pela USP, psicólogo, autor de livros infantis e contador de histórias.
Ilan BrenmanA voz do contador de histórias ressoa para sempre na alma dos que viveram os contos ouvidos, contos nos quais  moram bruxas, princesas, feiticeiros, soldados, heróis, monstros e seres fantásticos. No recôndito da memória, modulações, timbres, gestos e expressões corporais evocam alguém contando, em algum momento e em algum lugar. A voz e as palavras do contador, articulando-se em emoções e enredos, passam pelo seu corpo e ressoam nos seus ouvintes, estabelecendo ligações invisíveis. No caminho de formação de um leitor, passa-se, certamente, pelos momentos de ouvir histórias. Momentos em que a oralidade assume toda sua importância - mesmo nas sociedades contemporâneas - de forte cunho escrito e escassas oportunidades de narração. Inscrições diretamente na biblioteca.

Dia 20 de abril às 11h - Biblioteca Hans Christian Andersen 

O livro para crianças no Brasil: Mudanças e permanências

Com a Profª Marli Vidal
Varinhas de condão já foram instrumentos de trabalho. Nos recantos desta biblioteca, ainda podem ser encontradas, em encantadores livros, moradas de fadas, bruxas, do Saci e da Cuca. Os tempos mudaram. As crianças-leitoras de hoje dominam instrumentos sofisticados e precisos - suportes eletrônicos variadíssimos - mas continuam a guardar os sonhos.  A literatura muda, mas permanece. Viajarmos pelos caminhos da Literatura Infantil desde que na Belmonte ela veio morar, em 1953.

Dia 24 de abril às 19h - Biblioteca Belmonte

Palestra: O mundo simbólico da criança

Com Eliana Atihé, graduada em Comunicação Social e Letras, mestre em Comunicação e Semiótica e Doutora em Educação
Partindo de uma abordagem não cognitivista, mas simbólica, o encontro buscará uma compreensão da evolução da consciência do ser humano a partir de um paradigma que considera todos os aspectos da inteligência com a mesma ênfase e busca: enxergar na criança o ser humano. Um desvio da função genuína da educação, o qual, segundo E. Kant, "integrado de corpo e alma cujas qualidades devem ser preservadas e desenvolvidas por meio de uma educação da totalidade". Inscrições diretamente na biblioteca.

Dia 27 de abril às 9h30 - Biblioteca Hans Christian Andersen 

O Medo na Literatura

Com os escritores J. Modesto e Oscar Nestarez 
Entre os sentimentos que caminham junto ao homem, o medo é uma das emoções mais constantes e intensas. Na cultura ocidental, a literatura capaz de despertar o medo no leitor possui uma longa tradição e, ao lado do amor, é um dos elementos constitutivo da estrutura narrativa. A proposta do encontro "O Medo na Literatura" é conceituar, explorar e refletir sobre o medo em suas diferentes formas na elaboração de textos literários. O objetivo é ampliar e incentivar discussões sobre a criação literária, além de oferecer aos participantes uma breve noção de escrita. Temas como a abordagem do medo na literatura estrangeira e nacional e seus principais autores, serão discutidos. Tudo acompanhado por atividades interativas. As Inscrições na Biblioteca ou pelos telefones: 11 5573-4017 e 11 5574-0389.

Dia 27 de abril às das 15h30 às 18h - Biblioteca Viriato Corrêa

A Ordem e o Caos
Teatro para Jovens e Adultos

Com o Grupo A Ordem do Caos
Oficinas teatrais com o princípio do "teatro de alma". As turmas têm duração de 8 a 9 meses, com o objetivo de desenvolver o lado cênico e suas técnicas, como: interpretação, dicção, posicionamento e vocalização. Além de produção, iluminação e sonoplastia que são temas abordados por conhecedores da área. As teorias do teatro, a pesquisa e estudo são amplamente estimulados. Trabalha-se, também, com a desinibição, pois a oficina é ideal para quem deseja perder a timidez e o medo de falar em público. Para maiores de 16 anos.

Desenvolvimento e gestão de projetos audiovisuais

Com Eva Laurenti, coordenadora de co-produção e políticas públicas da TV Cultura.
Eva LaurentiA oficina tem por objetivo agregar conhecimento aos profissionais que atuam nas etapas executivas de desenvolvimento e gestão de projetos audiovisuais. Além disso, tem-se também por objetivo reciclar e atualizar os profissionais com informações gerais deste mercado, tanto sobre as diversas leis de incentivo (municipais, estaduais e federais) e editais, quanto para uma empresa patrocinadora. Inscrições na biblioteca, pessoalmente, de 15 a 26 de abril. 45 vagas. Prioridade de seleção: candidatos com experiência comprovada em desenvolvimento de projetos. Caso não sejam ocupadas todas as vagas com pessoas que já possuem alguma vivência na área, outros candidatos serão selecionados por ordem de inscrição. Para maiores de 18 anos.

Às terças, das 20h15 às 22h15, de 7 de maio a 18 de junho - Biblioteca Roberto Santos 

Curso: desenvolva o seu olhar e seja um crítico de cinema

Com Celso Sabadin, crítico cinematográfico.
Celso SabadinO curso tem o objetivo de iniciar o aluno nas técnicas da crítica de cinema através da análise dos elementos que compõem o produto cinematográfico (argumento, roteiro, casting, direção de arte, fotografia, montagem, pós-produção, etc.). Serão analisados os aspectos artísticos, comerciais e mercadológicos dos filmes, bem como técnicas de jornalismo aplicadas à crítica cinematográfica. Inscrições na biblioteca, pessoalmente, de 15 a 26 de abril. 30 vagas. Para maiores de 18 anos.

Às segundas-feiras, das 19h às 21h, de 6 de maio a 3 de junho - Biblioteca Roberto Santos

Daqui a pouco o peixe PULA...

Com o Coletivo EstoPÔ Balaio
O coletivo EstoPÔ Balaio de criação, memória e narrativa, encontrou na jornada heróica de travessia das enchentes dos moradores do Jardim Romano - bairro do extremo leste paulistano que ficou debaixo d'água durante 3 meses no ano de 2010 - a metáfora para a própria travessia de re-existência do migrante. Das narrativas dos moradores e contato com outros artistas, surge o projeto Daqui A Pouco O Peixe Pula... Que transforma em experiência estética tais relatos, através de uma poética de encontro entre a linguagem oral e a poesia, a literatura e as artes visuais se apresenta, aqui, como a engrenagem para a pesquisa

A biblioteca será ocupadas por instalações sonoras e visuais, além da apresentação de micro-cenas, ensaio aberto do espetáculo em construção O que sobrou do rio, e continuidade do Ateliê Memória e Narrativa. Também acontecerão rodas de leituras com poemas construídos pelos moradores, artistas e autores da literatura brasileira e estrangeira, que dialoguem com a história oral do bairro.
Dia 23 de abril - Abertura da instalação e ensaio aberto do espetáculo O que sobrou do rio

Horário: 14h

Dia 24 de abril- Instalação aberta para visitações e oficina de dramaturgia.
Horário: 10h e 14h

Dia 25 de abril - Instalação aberta a visitações.
Horário: 10h e 14h

Dia 26 de abril - Roda de histórias com as senhoras do bairro e Sarau do Peixe.
Horário: 10h e 14h


4 comentários:

  1. Maura, tem muita coisa interessante aí no meio. Se eu pudesse, faria o de Mitologia Grega!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O curso de Mitologia Grega foi um dos primeiros a me chamar atenção, vou tentar participar desse =D

      Excluir
  2. Eu adoraria fazer vários, mas moro bem longe.

    Beijos,

    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!