24 de março de 2012

Music Box 12#

      
        Olá pessoal! Sou João Lucas e estou de volta com o Music Box, semana passada foi tenso de fazer a escola me ocupava fora a professora de matemática que na qual você tem que se virar para passar, Maura sabe bem disso né? Enfim, nesse Music Box vou falar sobre um disco no qual esperei quatro anos para ouvir, o recente lançamento da Madonna, MDNA!

Produzido por Madonna, Martin Solveig, William Orbit, Benny Benassi, Alle Benassi, The Demolition Crew, Michael Malih e Indiigo Muanza, Madonna volta as suas raízes da música dance, criando um disco sofisticado e com um pop suave e agressivo ao mesmo tempo, e com certeza um dos pontos fortes do disco são as letras, com parcerias de Joe Henry, Julie Frost, Jimmy Harry, Jean-Baptiste e outros na composição, o disco abre com Girl Gone Wild uma produção bem eletrônica produzida por Benny Benassi e seu irmão Alle, que se tornou o segundo single do disco, é um pop grudento com uma letra que fala sobre uma garota boa que vai enlouquecendo, inicia com uma oração pedindo perdão a Deus, é um trecho de "Act Of Contrition" que encerra o disco Like a Prayer de 1989, é uma das músicas mais fracas do disco, Gang Bang é um dos pontos mais altos do álbum, Madonna está furiosa aqui, ameaçando matar a "Bitch!" da amante do seu marido, o break é matador, barulho de arma, carro em alta velocidade e objetos trincando é efeito constante na música, quando ouvi Girl Gone Wild achei que as produções do Benassi seriam ruins, mas ele caprichou em I'm AddictedTurn Up The Radio é outro ponto alto, uma canção mágica, viciante, que devia ter sido o primeiro single do disco, para Madonna aumentar o rádio e dançar acaba com a tristeza, é o melhor remédio, Não precisa falar muito de Give Me All Your Luvin', carro-chefe do disco, com a participação de Nicki Minaj e M.I.A. foi o primeiro single, é gostosa de ouvir, mas fraca para primeiro single, o ponto forte da canção é a letra, uma indireta ao cenário pop atual, Some Girls é viciante, produção do William Orbit, falando sobre a forma de comportamento e às vezes fúteis de "algumas garotas", "I Never Wanna Be Like Some Girls" pode soar como uma indireta? Talvez, Superstar conta com os vocais de Lourdes Maria (Lola) a filha mais velha da Madonna, é como a "Cherish" do "MDNA", é fofa porém eu acho chatinha, I Don't Give A parece manter marcas do casamento anterior da cantora, "I tried to be a good girl,I tried to be your wife", finaliza com a Minaj afirmando " There?s only one queen, and that?s Madonna Bitch!", a música termina com um coral maravilhoso e é um dos pontos alto do disco, I'm Sinner soa meio como uma Beautiful Stranger no liquidificador, "sou pecadora e gosto assim" afirma Madonna, citando nomes de vários santos no meio da canção, é muito boa também! A próxima é Love Spent que consegue o título de uma das melhores do álbum, aponta claramente o materialismo do seu marido "Você teria casado comigo, se eu fosse pobre?", a abertura com guitarras, a voz irônica na canção que muda de ritmo a partir do 02h10min se tornando rápida e objetiva, eu afirmo que merece se tornar single, a próxima canção do álbum é a vencedora do Globo de Ouro de melhor canção original, Masterpiece, deixa um clima mais leve no disco, depois de tanta agitação e revolta, uma canção mid-tempo que em sua letra retrata como é estar apaixonado por uma "obra-prima", para fechar a versão standard do disco com chave de ouro, vem Falling Free a canção mais intimista e introspectiva do álbum, com uma instrumental verdadeira, um vocal maravilhoso por parte da Madonna que lembra muito os anos 90 com "Evita","Então ambos estamos livres, livres para ir embora, estou caindo livremente", afirma Madonna com melancolia.


Faixas Bônus da versão Deluxe:
Beautiful Killer possui uma instrumental  bem euro-pop, com violinos, a letra é uma homenagem ao ator francês Alian Delon, termina com um tiro, I Fucked Up é uma canção de arrependimento, "Eu fudi tudo, eu fiz uma mentira" no seu refrão, que caminha com a balada mid-tempo que vai se acelerando conforme vai passando, B-Day Song foi muito mal falada, mas é divertidíssima, com um tema interessante e com a participação da grande artista M.I.A., possui samples de "The Beats Goes On" um hit dos anos 60 da cantora Cher, Best Friend  produzida por Benassi é uma canção dance bem leve, a letra não deixa a desejar, demonstra claramente a falta da pessoa, do melhor amigo, as outras faixas bônus são o remix de Give Me All Your Luvin' feito por LMFAO, o remix de Girl Gone Wild e a versão acústica de Love Spent (para Itunes) que ficou maravilhosa.


Enfim, é um cd para tudo!, para dançar, para sorrir, para chorar, Madonna caprichou no disco! 
Capaz de ganhar o título de um dos melhores discos de 2012!

Capa (Standard e Deluxe)











Clipes:
Give Me All Your Luvin', primeiro clipe, com Minaj e M.I.A., com tema de futebol americano e claras indiretas ao cenário pop atual, pegou top 10 na Billboard Hot 100 se tornando o 38º single a ser top 10 da cantora na história da Billboard.
           


Girl Gone Wild, segundo clipe do disco, com fortes influências dos antigos clipes como Justify My Love, Erotica, Human Nature e Vogue.
             
            Confesso que a escolha dos singles me deixou revoltado, além de serem as canções mais fracas, mesmo boas, deram a impressão que o disco é imaturo algo que não corresponde, espero que os próximos singles sejam de canções que realmente mereçam, em outro lado, os singles ganharam clipes maravilhosos! e bem feitos! com uma qualidade artística notável.


      Essa nova fase de Madonna também foi marcada pela incrível performance no show de intervalo do Super Bowl, que bateu recordes de audiência, se tornando o show de intervalo mais visto na história do evento! A Cantora vai voltar nos palcos com o Madonna World Tour, passando pela America do Norte, Europa, América do Sul, Ásia e talvez Oceania, já são mais de 30 show esgotados com as vendas liberadas até agora.



     Gostou? Quer comprar o MDNA? Está disponível aqui e em muitas outras lojas brasileiras, e físicamente a partir do dia 26 de março (Segunda-Feira).


 Madonna - MDNA Deluxe (pré-venda): Soda Pop

Info Extra:

Compre no Videolar, está por frete grátis e é nacional, sendo mais rápido a entrega, para quem tem dúvidas, o videolar é a empresa da zona de Manaus que produz tudo relacionado a mídia pro Brasil, sendo discos, dvds e outras coisas:  Videolar

 XXXO até a próxima!

2 comentários:

  1. Primeiramente, o banner do Music especial MDNA ficou luxo, hein, J!!!
    Bom, só comento que você me fez fazer o download do MDNA e após ouvir seis faixas querer comprar o disco quando arranjar emprego *------------*

    Excelente análise. Concordo que Give... e Girl... não deveriam ser os primeiros singles, os clipes de ambas são ótimos, fato!

    Quero como singles: Superstar, Gang Bang e Turn Up the Radio, haha!

    Beigos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado M! eu também concordo com a escolha dos singles que tu citou! Gang Bang e Turn up the Radio são as preferidas de muitos fãs!

      vamos comprar o M! haha, vale muito a pena! :D

      Excluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!