27 de janeiro de 2011

Diários do Vampiro (O Confronto) por L. J. Smith


Autora: L.J. Smith
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501086167
Segundo volume da série que já conquistou milhares de leitores no Brasil. Elena está apaixonada e tem certeza de que Stefan é um amor para a eternidade. Mas a cada vez que Damon se aproxima, fica evidente um vínculo profundo entre os dois. Determinado a conquistar Elena, Damon se infiltra no cotidiano de Fell’s Church. Ameaçado pelo irmão, Stefan não suporta a ideia de perder Elena – e está disposto a arriscar tudo e ir contra seus próprios princípios para protegê-la.


OBS: Por ser o segundo livro da série Diários do Vampiro, o texto contém spoilers. Pra quem ainda não leu O Despestar, talvez ler a resenha a seguir não seja recomendável.

Falando o bom português, falei mais do que devia!!! 

Janeiro foi um mês de ótimos livros e de apenas uma pedra no meu caminho. 
A pedra, em questão, foi O Confronto. Não tão incômoda quanto O Despertar, mas chatinha. 
Como sempre demoro ao escrever sobre tentar resenhar um livro, sempre me alongando em comentários, não vou deixar de fazer isso aqui. 
Demorei, quase, duas semanas no livro um dessa série que insisti em ler e que DESISTI dele, sabe, quando lembro dele já me vem a ideia de vender, trocar, jogar no lixo. 
Decidi que não vou continuar com essa série. Oficialmente, abandono a compra dos livros de Diários do Vampiro com esse livro aqui. Não vou gastar mais meu dinheiro com livros que senti vontade de rasgar. 
Quem adora, gosta da série da norte-americana L.J. Smith, por favor, explique-me o que ela possuí de tão bom, excelente, agradável que me faça cogitar continuar com o tédio que os livros se mostraram. Bom, mas já afirmei que não leio mais, então... 
Mais comentários aleatórios.
O primeiro livro é fraco, cheguei - em determinados momentos - a dormir de tão tedioso que ele mostrou-se. 
Elena é uma personagem BABACA - encontrando adjetivos melhores: egoísta, pode ser? Stefan é digno de pena por se apaixonar por alguém como a lourinha Elena. 
E Damon, ok, Damon consegue ser o menos desagradável. 
Já O Confronto, como já citei acima, foi menos chato e até mesmo monótono que o livro anterior. 
E a minha suspeita para essa mudança, li o livro em dois dias, foi a participação ativa dos amigos de Elena: Meredith, Bonnie e Matt. Eles salvaram o livro. Nem Damon, que me assustou foi capaz de salvar esse livro, como fez no anterior. 

Elena, enfim, ficou de lado com sua chatice, a autora mostra que seus amigos são mais interessantes que suas promessas de possuir Stefan, de tê-lo para si e blá-blá-blá.
E falando em possuir, depois que Stefan cedeu para ela, deixando que provasse seu sangue e ela o dele *Um grande eca para Smith: menina provando sangue do namorado, argh* O cara ficou um chato de galochas...
Correndo atrás de planta para proteger a amada que mente para ele. MENTE! 
Esconde de seu AMOR, o fato de andar sonhando com Damon, o fato de tê-lo encontrado no cemitério quando Stefan desapareceu após o fatídico Baile do Reencontro e esconde aqueles dois furinhos em seu pescoço, os sinais de que cedeu para Damon, que levianamente, propõe que se ela não o deixe provar seu sangue, ele iria provar o de sua irmãzinha. Golpe baixo!
Acredito que pulei alguma coisa, muita coisa.
Como já citei acima... O Baile do Reencontro, vamos pra ele, um dos momentos mais importantes da narrativa. 
Após o Baile do Reencontro, quando um professor é assassinado, com direito a muito sangue, as suspeitas recaem sobre Stefan Salvatore porque justo ao chegar à Fell's Church, uma série de crimes inicia-se - hum, bem suspeito, não é! E Elena descobre seu segredo, o super óbvio fato dele ser uma vampiro bonzinho, bem diferente de seu irmão mais velho, Damon. A mocinha também conhece a história da transformação dos irmãos Salvatore em vampiros: o fator Katherine, a outra egoísta. 
Para piorar a reputação de Stefan, o cara desaparece. Elena que conhece sua verdade, sabe de quem poderia ter dado um fim em seu namorado, o alguém responsável pelos crimes. Ok, o Damon! 
Elena com a ajuda de seus amigos conseguem resgatar Stefan que estava quase morto em um poço, após Bonnie - usando seus poderes, hum, sua herança druida - ter uma ideia de onde ele poderia estar. 
Já falei que esse trio salvou o livro? Sim, eles salvaram. 
Até mesmo Bonnie ficando interessada pelo suspeito novo professor, Alaric e por Damon, que consegue conquistar até mesmo a tia de Elena, a senhora achando-o um ótimo pretendente, melhor que o tal assassino. 
Meredith e Bonnie desempenham papel importante, por exemplo, quando tentam resgatar o diário de Elena roubado por Caroline ''Alguma Coisa'' que planeja com Tyler Smallwood lê-lo durante um dos eventos mais importantes da cidade. 
Sabe, trechos do diário que Elena de tão subjetiva acaba ferrando o namorado, os trechos em questão acabam incriminando o rapaz. 
Essa atitude é uma vingança de Caroline (não me lembro o motivo dela) e Tyler, que deseja honrar o nome de sua família, que junto com os Fells fundaram a cidade mas não são lembrados por isso. Mas, para minha surpresa, quem acaba salvando a pele do namoradinho de Elena Gilbert é Damon. *Sons de surpresa* Deixando, Caroline com a cara no chão e Tyler p da vida

O livro poderia terminar assim. O dia foi salvo pelo Irmão Salvatore do Mal, mas o fim de O Confronto é bizarro. 
Elena briga com a tia, que mais uma vez a tenta convencer de que Damon é um cara legal, pega o carro de Matt e vai embora. No caminho, acaba sendo perseguida por algo...  que não compreendi o que seria. (A fúria de Damon transformada numa tempestade que faz Elena cair com o carro dentro do rio?) Não entendi nada desse fim. E o fato de só após Elena ter saído, as meninas e Stefan perceberem não ficou legal. E a reação de Stefan após a possível morte de sua namorada, o que foi aquilo? 
Não entendi nada!
Algumas perguntas ficaram em minha cabeça de vento: Elena morreu? Que final foi esse? Alguém me explica?
Uma afirmação sobrepondo-se: Cansei de Diários do Vampiro. Os únicos vampiros que importam, nesse momento, são os de Del Toro e Hogan

PS: Amanhã irá ao ar a resenha de O Ladrão de Raios. 
PS 2: Desculpem a postagem corrida e um tanto confusa. 

Beigos.

3 comentários:

  1. Olá Maura, adorei a sua resenha e cmo você achei o livro super decepcionante!!
    Acabei lendo os quatro primeiros só para ver como tudo iria terminar mas eu me arrependi. Não gostei dessa série!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  2. Maura! As mudanças no seu blog foram pra melhor! *_*
    Que bom é ler por aqui. Parabéns.
    BJ.

    ResponderExcluir
  3. Le, muito obrigada!
    Espero vê-la muitas outras vezes por aqui!

    Beigos

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário ^^

Respondo todos (ou quase todos) os comentários nesse mesmo espaço.
E assim que possível, retribuo a visita em seu blog/site ou te pago um café na padaria mais próxima!
Marque a opção "Notifique-me" para saber quando seu comentário for respondido e não esqueça de deixar o link do seu blog/site para eu visitar depois!

Beijos,
Maura C. Parvatis!